Thursday, November 23, 2006

 

Évora, Património da Humanidade

Remonta a 1986 quando a UNESCO inscreveu a cidade de Évora como Património da Humanidade.
Com este gesto a UNESCO reconheceu a monumentalidade da cidade de Giraldo e premiou a persistência, o carinho e a vigilância com que muitos alentejanos e amigos de Évora sempre olharam para esta que viria a ser tida como a cidade mais limpa do país ou a cidade museu, como era reconhecida.
O tempo passou e Évora não resistiu às vicissitudes do tempo moderno. O abuso da publicidade exterior, a utilização do ferro e do alumínio, as cores pouco criteriosas, substituindo a cal, que
não o branco e ocre, bem o excesso de cimento quer dentro quer fora das muralhas, têm descaracterizado um pouco esta herança secular que nos foi legada.
Apesar de tudo, Évora é uma referência. E quem nos visita fica sensibilizado pela sua monumentalidade, ruas medievais, arquitectura própria e característica desta zona micro climática, onde as referências aos povos que aqui passaram são ainda notórias.
Neste ano de 2006 estão a decorrer as comemorações desta efeméride, com um diversificado programa que culminará com uma sessão solene no dia 25 de Novembro às 11h, nos Paços do Concelho com convidados de honra, marca o momento forte das comemorações com um vasto programa agendado a saber: lançamento da revista, “A cidade de Évora”; concertos; exposições; colóquios; recitais; mesas redondas sobre “Património e Cidade”; conferências; teatro; lançamento de uma revista e um vinho especial “Évora, Património da Humanidade”...
Évora, produto do querer de muita gente do passado, exige do presente uma particular atenção para continuar a merecer o título de “Património da Humanidade”.

S.

Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?