Friday, February 02, 2007

 

Por que não?

A RTP lançou um concurso a que chamou “Grandes Portugueses”.
Por ironia do destino, ou talvez não, os únicos portugueses escolhidos do século XX foram Fernando Pessoa, Álvaro Cunhal, Oliveira Salazar e Aristides de Sousa Mendes. Depois aparecem D. Afonso Henriques, D. João II, Marquês de Pombal, Infante D. Henrique, Camões e Vasco da Gama.
Independentemente do critério usado para chegar a este resultado, há duas questões que não deixarei de levantar aqui. Primeiro, como é possível ignorar tantos outros portugueses mais mediáticos e de influência maior no final do sec. XX, e evocar dois personagens, por sinal antagónicos e inimigos políticos como Cunhal e Salazar?
A segunda questão é de profunda admiração por já não existirem tabus em relação a certos personagens, como é o caso de Salazar e Cunhal. Há alguns anos atrás, isto não seria possível. E recorde-se a cena ridícula que aconteceu com Cavaco Silva na sua última deslocação à Índia, para evitar encontrar a foto de Salazar numa galeria de fotos...
Não se reconhece cientificidade na selecção destas personagens do concurso, mas não deixa de ser curioso os portugueses falarem de personalidades históricas como os Reis, o Infante, Vasco da Gama e o grande poeta Camões, bem assim Pessoa e Aristides de
Sousa cujo valor bem conhecemos. A nossa admiração é saber os critérios que levaram a escolher Cunhal ligado ao PCP e Salazar de que só se ouviu falar enquanto ditador do Estado Novo.
Seja como for, estas escolhas que valem o que valem, mas não deixa de nos fazer perguntar que qualidades e heroicidades foram identificadas em Cunhal e Salazar. Para já é de realçar o facto de não ser proibido falar seja de quem for. E por que não?

Comments: Post a Comment

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?